IRC, o que é, para que serve e como calcular?

IRC

Se tem uma empresa, o IRC não será um termo estranho para si. Contudo, se está a pensar abrir a sua empresa, este será um dos impostos que terá de compreender.

Este corresponde ao Imposto Sobre o Rendimento das Pessoas ColetivasIRC – um imposto que recai sobre o rendimento das empresas portuguesas com atividade de natureza comercial, industrial ou agrícola. Ou então sobre os rendimentos obtidos em Portugal por empresas de outro país.

Como é calculado?

IRC calcula-se a partir do valor identificado a partir dos lucros do ano transato. A declaração do mesmo é anual e deverá ser entregue durante o mês de fevereiro até ao final do mês de maio. Contudo, não é assim tão simples. Neste cálculo serão analisados os rendimentos obtidos pela empresa, menos os gastos identificados (Lucro Tributável), este último menos os benefícios fiscais e prejuízos passíveis de deduzir (Matéria Coletável), valores referentes à taxa IRC (normalmente de 21%), entre outros.

No caso de ser uma empresa portuguesa, serão tributadas pelos rendimentos identificados dentro e fora do país. Já no que diz respeito às estrangeiras, estas serão tributadas apenas quanto aos rendimentos apurados em território português.

Qualquer dúvida ou questão, não hesite em contactar-nos!

Siga as nossas Redes Sociais para estar sempre atualizado/a:
Facebook Linkedin Twitter Instagram

A informação apresentada neste artigo não é vinculativa e não substitui a consulta completa dos documentos e legislação relevantes sobre o tema abordado.

Quem é a CONTAREA – GESTÃO E CONTABILIDADE

A Contarea – Gestão e Contabilidade, instituição de renome na área dos serviços de Contabilidade, Fiscalidade, Recursos Humanos, Gestão Administrativa, Consultoria de Gestão, Projetos De Investimento e Apoios, Apoio ao Empreendedorismo, Bpo/Outsourcing e Auditoria, tem a sua sede em Famalicão desde 2001. Distingue-se por possuir uma carteira vasta e diversificada, estendendo os seus serviços por todo Portugal, com especial incidência nos concelhos de Famalicão, Braga, Santo Tirso, Trofa, Barcelos, Felgueiras, Maia, Valongo, Vila do Conde, Póvoa do Varzim, Esposende, Porto, Guimarães, Fafe, Vizela, Matosinhos, Valongo e Paredes.

Adotamos uma abordagem personalizada junto dos nossos clientes, com o intuito de oferecer soluções e propostas de valor que se ajustam especificamente aos diferentes sectores de atividade. Esta metodologia baseia-se na convicção de que as exigências de cada empresa são únicas, e que cada sector de atividade beneficia de forma significativa de um apoio especializado.

A nossa missão é expressa de forma clara e objetiva: comprometemo-nos com o rigor e a proximidade na gestão das Pequenas e Médias Empresas (PMEs), assegurando um acompanhamento constante por parte da nossa equipa de Contabilistas Certificados.

administrator

3 Comments

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *