Pagamentos por Conta: O Que São e Quem Tem de Pagar?

- CONTAREA - GESTÃO E CONTABILIDADE CONTAREA - GESTÃO E CONTABILIDADE - FAMALICÃO - Pagamentos por Conta O Que São e Quem Tem de Pagar

Entenda os Pagamentos por Conta

Os “pagamentos por conta” são um mecanismo fiscal essencial para empresas e trabalhadores independentes em Portugal. Este sistema, muitas vezes, pode gerar dúvidas devido à sua complexidade e às diversas situações em que se aplica. Este artigo detalha o conceito, as obrigações associadas, as datas de pagamentos e as isenções possíveis.

O Que São Pagamentos por Conta?

Os pagamentos por conta são um adiantamento do imposto devido ao Estado, calculado com base nos rendimentos obtidos no ano anterior. No caso das empresas, este adiantamento refere-se ao IRC (Imposto sobre o Rendimento das Pessoas Coletivas) e, para os trabalhadores independentes, ao IRS (Imposto sobre o Rendimento das Pessoas Singulares). O valor total do imposto é apurado no ano seguinte, através da declaração anual de rendimentos: o Modelo 22 para as empresas e o Modelo 3 para os trabalhadores independentes.

Objetivos dos Pagamentos por Conta

O sistema de pagamentos por conta permite ao Estado gerir de forma eficiente as suas receitas, garantindo um fluxo constante de fundos ao longo do ano. Este método também combate a evasão fiscal, incentivando os contribuintes a manterem uma contabilidade organizada e atualizada. Para os contribuintes, facilita a gestão dos fluxos de caixa e evita surpresas financeiras no final do exercício fiscal.

A Quem se Aplicam os Pagamentos por Conta?

A obrigatoriedade dos pagamentos por conta abrange diferentes tipos de contribuintes, incluindo:

  1. Empresas que exerçam atividades de natureza comercial, industrial ou agrícola e que tenham obtido lucros no ano anterior.
  2. Entidades não residentes com estabelecimento em Portugal que tenham obtido lucros no ano anterior.
  3. Trabalhadores independentes com rendimentos da categoria B.

Datas de Pagamento

Empresas com Ano Fiscal Igual ao Ano Civil

Para empresas cujo ano fiscal coincide com o ano civil, os pagamentos por conta devem ser efetuados até às seguintes datas:

  • Primeiro pagamento: 31 de julho
  • Segundo pagamento: 30 de setembro
  • Terceiro pagamento: 15 de dezembro

Empresas com Ano Fiscal Diferente do Ano Civil

Para empresas com um ano fiscal diferente, as datas são as seguintes:

  • Primeiro pagamento: último dia de julho
  • Segundo pagamento: último dia de setembro
  • Terceiro pagamento: até 15 de dezembro

Trabalhadores Independentes

Os trabalhadores independentes devem realizar os seus pagamentos por conta nas seguintes datas:

  • Primeiro pagamento: 22 de julho
  • Segundo pagamento: 20 de setembro
  • Terceiro pagamento: 20 de dezembro
- CONTAREA - GESTÃO E CONTABILIDADE

Isenções dos Pagamentos por Conta

Existem situações previstas na legislação em que os contribuintes podem estar isentos dos pagamentos por conta. As isenções incluem:

  1. Dispensa da Terceira Parcela: Quando o valor de imposto a pagar no ano seguinte já foi atingido ou ultrapassado pelas duas primeiras parcelas.
  2. Imposto Inferior a 200 Euros: Empresas que tenham registado um valor de imposto inferior a 200 euros no período de tributação de referência.
  3. Sem Rendimentos da Categoria B: Trabalhadores independentes sem rendimentos da categoria B.
  4. Retenções e PPC Igual ou Superior ao Imposto Total: Trabalhadores independentes cujas retenções, acrescidas dos PPC efetuados, sejam iguais ou superiores ao valor total do imposto.

Nota Importante

Se a terceira parcela do pagamento por conta não for efetuada, e no momento da entrega da declaração de IRC ou IRS se verificar que o valor não pago é superior a 20% do valor total do imposto, o contribuinte terá de pagar juros compensatórios ao Estado.

Benefícios e Desvantagens dos Pagamentos por Conta

Benefícios

  1. Melhor Gestão Financeira: Os pagamentos por conta ajudam as empresas e trabalhadores independentes a distribuir o impacto financeiro do imposto ao longo do ano.
  2. Evasão Fiscal: O sistema reduz a possibilidade de evasão fiscal, exigindo uma contabilidade organizada.
  3. Fluxo de Caixa: Garante um fluxo de caixa constante para o Estado, melhorando a gestão das receitas públicas.

Desvantagens

  1. Complexidade: O sistema pode ser complexo e difícil de entender, especialmente para pequenas empresas e trabalhadores independentes.
  2. Impacto Financeiro: Para alguns contribuintes, pode ser difícil cumprir com os pagamentos por conta devido a fluxos de caixa irregulares.
  3. Ajustes Necessários: Podem ser necessários ajustes significativos na contabilidade para cumprir as obrigações fiscais.

Os pagamentos por conta são uma parte fundamental do sistema fiscal em Portugal, garantindo que o Estado receba uma parte dos impostos devidos de forma antecipada. Este sistema, apesar da sua complexidade, oferece vantagens tanto para o governo quanto para os contribuintes, permitindo uma gestão mais eficiente das finanças. No entanto, é essencial que empresas e trabalhadores independentes compreendam plenamente as suas obrigações e realizem os cálculos de forma precisa para evitar penalizações.

Quem é a CONTAREA – GESTÃO E CONTABILIDADE

A Contarea – Gestão e Contabilidade, instituição de renome na área dos serviços de Contabilidade, Fiscalidade, Recursos Humanos, Gestão Administrativa, Consultoria de Gestão, Projetos De Investimento e Apoios, Apoio ao Empreendedorismo, Bpo/Outsourcing e Auditoria, tem a sua sede em Famalicão desde 2001. Distingue-se por possuir uma carteira vasta e diversificada, estendendo os seus serviços por todo Portugal, com especial incidência nos concelhos de Famalicão, Braga, Santo Tirso, Trofa, Barcelos, Felgueiras, Maia, Valongo, Vila do Conde, Póvoa do Varzim, Esposende, Porto, Guimarães, Fafe, Vizela, Matosinhos, Valongo e Paredes.

Adotamos uma abordagem personalizada junto dos nossos clientes, com o intuito de oferecer soluções e propostas de valor que se ajustam especificamente aos diferentes sectores de atividade. Esta metodologia baseia-se na convicção de que as exigências de cada empresa são únicas, e que cada sector de atividade beneficia de forma significativa de um apoio especializado.

A nossa missão é expressa de forma clara e objetiva: comprometemo-nos com o rigor e a proximidade na gestão das Pequenas e Médias Empresas (PMEs), assegurando um acompanhamento constante por parte da nossa equipa de Contabilistas Certificados.

author avatar
António Martins Pereira CEO & General Manager
CEO @ Contarea - Gestão e Contabilidade | Especialista em contabilidade, fiscalidade e gestão de empresas | Otimização da produtividade e rentabilidade de negócios

António Martins Pereira
CEO @ Contarea - Gestão e Contabilidade | Especialista em contabilidade, fiscalidade e gestão de empresas | Otimização da produtividade e rentabilidade de negócios

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *