RCBE: Guia Essencial para Empresários e Sócios

CONTAREA - GESTÃO E CONTABILIDADE - FAMALICÃO - RCBE: Guia Essencial para Empresários e Sócios

Entenda o Regime Central do Beneficiário Efetivo e a sua importância

O que é o RCBE?

O Regime Central do Beneficiário Efetivo (RCBE) desempenha um papel importante no ecossistema empresarial português. Instituído pela Lei n.º 83/2017, de 18 de agosto, e posteriormente alterado pela Lei n.º 58/2020, este regime visa a identificação clara dos beneficiários efetivos de entidades empresariais. O beneficiário efetivo é definido como qualquer indivíduo que exerça controle, direta ou indiretamente, sobre uma empresa, fundação, associação, ou qualquer outra entidade legal. A transparência nesta matéria é fundamental para combater a fraude e garantir uma economia mais íntegra.

Como realizar o RCBE?

A submissão do RCBE é uma etapa inicial obrigatória para todas as empresas em Portugal, realizada através do Portal da Justiça. Este processo deve ser efetuado pelos administradores ou gerentes da empresa, utilizando meios de autenticação digital como o PIN do cartão do cidadão ou a Chave Móvel Digital. A assistência de um profissional pode ser valiosa, especialmente para garantir a precisão e a conformidade da informação submetida.

RCBE: é um serviço gratuito?

Embora o registo no RCBE seja gratuito através do Portal da Justiça, se optar por assistência presencial num balcão do IRN, será cobrada uma taxa de 15 euros. A gratuitidade do serviço online torna-o acessível, mas a complexidade do processo pode justificar a procura de apoio especializado.

Atualizações do RCBE: Quando e como?

As empresas são obrigadas a atualizar os dados do RCBE sempre que ocorram alterações nos seus beneficiários efetivos. Este procedimento, essencial para manter a transparência e a conformidade legal, deve ser realizado num prazo de 30 dias após qualquer modificação relevante. O não cumprimento desta obrigatoriedade expõe a empresa a penalidades significativas, incluindo coimas.

Beneficiários Efetivos Menores de Idade

A inclusão de beneficiários efetivos menores no RCBE é obrigatória, com possibilidade de solicitar restrição de acesso a estes dados por motivos de segurança. Este aspeto sublinha a abrangência e a seriedade do regime em proteger todos os intervenientes.

Confirmação Anual dos Dados

Contrariamente ao que muitos empresários assumem, não é necessária uma “declaração anual” per se. Contudo, é imperativo que as empresas confirmem a veracidade e atualidade dos dados registados no RCBE até ao dia 31 de dezembro de cada ano, assegurando assim a sua permanente atualização.

Por que a Transparência é Fundamental?

A integridade e a transparência nas operações empresariais são essenciais para o fortalecimento do tecido económico. O RCBE não é apenas uma formalidade burocrática; é uma ferramenta vital na luta contra a lavagem de dinheiro, a fraude fiscal e outras atividades ilegais. Ao garantir a clara identificação dos beneficiários efetivos, o regime fomenta um ambiente de negócios mais seguro e confiável.

Como Recolher as Informações Necessárias?

Antes de proceder ao registo no RCBE, é imperativo reunir todas as informações relevantes sobre os beneficiários efetivos. Isso inclui detalhes sobre as participações sociais, o controlo efetivo exercido sobre a empresa e quaisquer outros meios através dos quais essa influência é manifestada. A precisão nesta fase é crucial para evitar complicações futuras.

Desmistificando o Processo de Submissão

Embora a submissão do RCBE possa parecer desafiante à primeira vista, entender o passo a passo simplifica o processo. Desde a autenticação no Portal da Justiça até o preenchimento detalhado de cada campo, cada etapa é desenhada para assegurar que a informação sobre os beneficiários efetivos seja registada de forma clara e acessível.

Superando os Desafios Comuns

Os empresários podem enfrentar desafios durante o processo de registo, especialmente se estiverem a fazê-lo independentemente. Questões técnicas, dúvidas sobre a informação a ser fornecida, e a interpretação correta da legislação são obstáculos comuns. A consulta de um especialista não só pode facilitar este processo, como também assegurar a conformidade total com a lei.

O Papel dos Profissionais Especializados

A complexidade do RCBE pode tornar a assistência de profissionais especializados não apenas útil, mas em muitos casos, indispensável. Contabilistas, advogados e consultores empresariais estão preparados para orientar as empresas através deste processo, garantindo que todas as obrigações sejam cumpridas eficientemente.

Encerramento e Reflexão Final

O Regime Central do Beneficiário Efetivo é um componente essencial da legislação portuguesa que visa promover a transparência e a integridade empresarial. Embora possa parecer uma tarefa árdua, compreender a sua importância e seguir os passos necessários para a correta submissão e atualização do RCBE são fundamentais para qualquer empresa que deseje operar de acordo com a lei e contribuir para uma economia mais justa e transparente.

A Contarea – Gestão e Contabilidade implementa este recurso na sua empresa ou organização!

Qualquer dúvida ou questão, não hesite em contactar-nos!

Siga as nossas Redes Sociais para estar sempre atualizado/a:
Facebook Linkedin Twitter Instagram

A informação apresentada neste artigo não é vinculativa e não substitui a consulta completa dos documentos e legislação relevantes sobre o tema abordado.

Quem é a CONTAREA – GESTÃO E CONTABILIDADE

A Contarea – Gestão e Contabilidade, instituição de renome na área dos serviços de Contabilidade, Fiscalidade, Recursos Humanos, Gestão Administrativa, Consultoria de Gestão, Projetos De Investimento e Apoios, Apoio ao Empreendedorismo, Bpo/Outsourcing e Auditoria, tem a sua sede em Famalicão desde 2001. Distingue-se por possuir uma carteira vasta e diversificada, estendendo os seus serviços por todo Portugal, com especial incidência nos concelhos de Famalicão, Braga, Santo Tirso, Trofa, Barcelos, Felgueiras, Maia, Valongo, Vila do Conde, Póvoa do Varzim, Esposende, Porto, Guimarães, Fafe, Vizela, Matosinhos, Valongo e Paredes.

Adotamos uma abordagem personalizada junto dos nossos clientes, com o intuito de oferecer soluções e propostas de valor que se ajustam especificamente aos diferentes sectores de atividade. Esta metodologia baseia-se na convicção de que as exigências de cada empresa são únicas, e que cada sector de atividade beneficia de forma significativa de um apoio especializado.

A nossa missão é expressa de forma clara e objetiva: comprometemo-nos com o rigor e a proximidade na gestão das Pequenas e Médias Empresas (PMEs), assegurando um acompanhamento constante por parte da nossa equipa de Contabilistas Certificados.

administrator

14 Comments

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *